Petróleo recua após dados nos EUA, mas volta a subir

O mercado financeiro reagiu bem aos números sobre os estoques de petróleo nos Estados Unidos divulgados hoje (veja mais informações no link abaixo). No mercado internacional, os contratos futuros de petróleo acentuaram o movimento de queda. Na New York Mercantile Exchange (Nymex), o contrato com vencimento em junho recua US$ 0,16 (0,39%), para US$ 40,38 o barril e chegou a cair abaixo do nível de US$ 40,00, atingindo a mínima de US$ 39,90 o barril.Os contratos com prazos mais longos também estão em baixa, mas com queda menor. O papel com vencimento em julho recua US$ 0,16 (0,40%), para US$ 40,28 por barril. Na mínima, chegaram a valer US$ 39,90. Também o contrato da gasolina para junho está em baixa de 1,07%, a US$ 1,3620 o galão. O contrato para julho tem queda menor, de 0,83%, a US$ 1,3220 o galão.O mercado financeiro no Brasil também reagiu de forma positiva. O dólar comercial está cotado a R$ 3,1000 na ponta de venda dos negócios, em baixa de 0,99% em relação às últimas operações de ontem ( Clique aqui para acompanhar a cotação do dólar. ). Após a divulgação dos dados sobre petróleo, a moeda norte-americana chegou à mínima do dia, vendida a R$ 3,0900, em queda de 1,31%. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) opera em alta de 2,87%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.