Petróleo recua com sinais de nervosismo mundial sobre alta

Fraqueza nos mercados globais segura preços da commodity abaixo da marca psicológica de US$ 140 por barril

Nathália Ferreira, da Agência Estado,

08 de julho de 2008 | 12h36

Os contratos futuros de petróleo operam em queda de quase 2% em Londres e Nova York, segurando-se abaixo da marca psicológica de US$ 140 por barril. A commodity reage à fraqueza dos mercados acionários globais, conforme as economias mundiais mostram sinais de nervosismo com os elevados preços de energia. Veja também:G8 expressa 'forte preocupação' com alta mundial de alimentos Às 10h05 (de Brasília), o petróleo WTI cedia 1,70%, a US$ 138,96 por barril. Na plataforma ICE, o brent recuava 1,80%, a US$ 139,31 por barril. O petróleo na Nymex abaixo de US$ 139 por barril está no menor nível desde 26 de junho.  Os líderes do G8 demonstraram "forte preocupação" com os preços de petróleo e alimentos, que prejudicam os pobres, provocam inflação e ameaçam o crescimento econômico global. Mas o comunicado do G8 não ofereceu resolução para os problemas, sem recomendação de qualquer abordagem drástica como apertar as regras sobre os especuladores que negociam petróleo.  Analistas disseram que há uma certa indecisão no mercado sobre a futura direção dos preços. "Os preços de energia irão continuar oscilando de forma indecisa por algum tempo", disse Edward Meir, analista da MF Global, em Nova York.

Tudo o que sabemos sobre:
PetróleoG8

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.