Sergei Karpukhin|Reuters
Sergei Karpukhin|Reuters

Petróleo rendeu R$ 40 bilhões ao governo em 2017

As participações subiram 127% em relação a 2016, com destaque para o pagamento dos bônus de assinatura dos leilões do setor

Denise Luna, O Estado de S.Paulo

05 Abril 2018 | 22h44

RIO DE JANEIRO - As participações governamentais do setor de petróleo e gás natural em 2017 subiram 127% em relação a 2016, para R$ 40,7 bilhões, com destaque para o pagamento dos bônus de assinatura dos leilões do setor, realizados pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). No ano passado, os bônus de assinatura somaram R$ 10 bilhões, ante nenhuma venda em 2016.

As participações governamentais referem-se ao pagamento dos bônus de assinatura obtidos nos leilões de petróleo e gás natural somados aos royalties e participações especiais sobre a produção dos campos, esta última uma taxa aplicada somente aos grandes campos, como os localizados no pré-sal brasileiro.

++ ANP publica edital da 4ª rodada de partilha de produção no pré-sal

Este ano, com a perspectiva da realização de cinco leilões, dois a mais do que em 2017, e com o preço do petróleo maior do que nos últimos dois anos, o governo espera arrecadar pelo menos R$ 18 bilhões em bônus de assinatura.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.