Petróleo supera US$ 126, seguindo alta em óleo para calefação

Demanda por óleo e outros destilados impulsionam contratos futuros da commodity no mercado de NY

Nathália Ferreira, da Agência Estado,

09 de maio de 2008 | 11h42

Os contratos futuros de petróleo superaram a marca de US$ 126 por barril nesta sexta-feira, 9, impulsionados pela forte demanda por óleo para calefação e outros destilados. O petróleo WTI para junho atingiu a máxima histórica intraday de US$ 126,20 por barril. "Os operadores estão olhando para qualquer coisa que possa segurar uma tendência altista e, neste momento, essa é a vítima mais conveniente", disse Rick Mueller, diretor de petróleo da consultoria Energy Security Analysis Inc. Veja também:Preço do petróleo em alta  Barril da Opep bate mais um recorde histórico Às 10h48 (de Brasília), o WTI subia 1,37%, a US$ 125,38 por barril. O contrato de óleo para calefação para junho subia 2,33%, a US$ 3,5915 o galão, após alcançar recorde de US$ 3,6125.  Na plataforma Ice, o petróleo Brent para junho avançava 1,92%, a US$ 125,20 por barril, após ter atingido recorde intraday mais cedo de US$ 125,90. Os contratos futuros de óleo para calefação continuam subindo, empurrando o petróleo para cima. O governo dos EUA informou que os estoques de destilados nos EUA caíram inesperadamente na semana passada. Internacionalmente, as reservas de diesel e gasolina permanecem com demanda elevada. "O óleo para calefação está sendo ajudado pelos preços de diesel. Eles andam bem um atrás do outro", disse Mueller. "A demanda por diesel tem crescido bem na Europa, e também está aumentando bem nos EUA."

Tudo o que sabemos sobre:
Petróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.