Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Petróleo supera US$ 75 por preocupação com mais tempestades

Os preços dos contratos futuros depetróleo nos Estados Unidos subiram acima de 75 dólares porbarril nesta terça-feira, após previsões meteorológicasalertarem sobre a intensificação da temporada de tempestades doAtlântico, o que aumentou preocupações sobre uma potencialinterrupção na produção de petróleo e gás. Na Nymex, o contrato outubro subiu 1,04 dólar e fechoucotado a 75,08 dólares por barril, tendo sido negociado a 75,25dólares na máxima. O Brent de Londres teve alta de 0,51 dólar,para 73,92 dólares. O furacão Félix atingiu a América Central nestaterça-feira, mas poupou instalações de petróleo e gás no golfodo México. Contudo, meteorologistas da universidade estadual doColorado disseram que o restante da temporada de furacões de2007 no Atlântico será movimentada, com um total de 15tempestades dignas de receberem nome. Os setores petrolíferos mexicano e norte-americano têmescapado dos danos causados por tempestades até agora, mas osmercados têm permanecido em alerta após furacões teremprejudicado operações em instalações marítimas em 2005. A alta dos preços da commodity também foi ajudada porcomentários de alguns membros da Organização dos PaísesExportadores de Petróleo (Opep) de que o grupo deve manter osníveis de produção no mesmo patamar na próxima reunião docartel marcada para 11 de setembro. "Apesar de a ameaça do Félix ter diminuído, com o furacãopronto para passar ao sul das instalações de produçãopetrolíferas no golfo do México, preocupações sobre ocomportamento da Opep persistem", disse o Barclays Capital emum relatório. Mas uma fonte dentro da Opep disse nesta terça-feira que aorganização poderia aumentar sua produção em até 1 milhão debarris por dia no fim deste ano --época que, segundo analistas,o abastecimento pode ter problemas em suprir a demanda. (Reportagem adicional de Peg Mackey e Alex Lawler emLondres; Neil Chatterjee em Cingapura)

MATTHEW ROBINSON, REUTERS

04 de setembro de 2007 | 18h03

Tudo o que sabemos sobre:
PETROLEOFECHA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.