Petróleo tem alta recorde e fecha acima de US$ 67 o barril

Os contratos futuros de petróleo fecharam acima de US$ 67,00 o barril, depois de registrarem uma alta recorde de mais de US$ 4,00 num único dia, impulsionados pela notícias de que a tempestade tropical Rita ameaça a região produtora de petróleo no Golfo do México e as refinarias localizadas ao longo da Costa do Golfo. A tempestade tropical Rita continua ganhando força e o Centro Nacional de Furacões (NHC, na sigla em inglês) prevê que ela poderá se tornar num grande furacão quando passar pela região rica em petróleo e gás natural do Golfo do México mais para o final da semana.Na Bolsa de Nova York (Nymex), os contratos de petróleo para outubro fecharam em US$ 67,39 o barril, em alta de US$ 4,39 (+6,97%). A mínima foi de US$ 64,60 e a máxima de US$ 67,60. Os contratos de gasolina para outubro fecharam em US$ 2,0427 o galão, em alta de 2.576 pontos (+14,43%), enquanto os contratos de óleo para aquecimento para outubro fecharam em US$ 2,0384 o galão, em alta de 2.014 pontos (+10,96%).Em Londres, no sistema eletrônico da International Petroleum Exchange, os contratos de petróleo brent para novembro fecharam em US$ 65,61 o barril, em alta de US$ 3,80. A mínima foi de US$ 62,11 e a máxima de US$ 65,80. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.