Petróleo tem novo pico e supera US$ 125 o barril

Impulso vem de demanda mais forte por diesel, preocupações sobre oferta e enfraquecimento do dólar

Reuters,

09 de maio de 2008 | 07h30

O petróleo atingiu um novo patamar recorde nesta sexta-feira, 9, superando os US$ 125 por barril. O impulso veio de uma demanda mais forte por diesel, preocupações sobre oferta e uma nova rodada de compras por fundos de investimento. O persistente enfraquecimento do dólar também é responsável pelas recentes altas da commodity.   Veja também:    Preço do petróleo em alta  Barril da Opep bate mais um recorde histórico O contrato futuro em Nova York atingiu o pico a US$ 125,10 o barril às 7h20 (horário de Brasília). Minutos depois, ele era negociado em alta de US$ 1,26, a US$ 124,96.   O preço do barril da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) também bateu um novo recorde histórico - o quarto consecutivo - ao ser negociado na quinta-feira, 8, a US$ 116,93. O valor é US$ 0,90 a mais que o dia anterior, informou nesta sexta-feira o secretariado do grupo em Viena.   Segundo a empresa de consultoria JBC, a cúpula da Opep estaria disposta a aumentar sua produção para fazer frente à demanda atual. O preço da chamada cesta Opep é calculado com base em 13 tipos de petróleo, um para cada país membro da organização, e é divulgado no dia seguinte ao último fechamento.   (com Efe)

Tudo o que sabemos sobre:
Petróleo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.