Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Petróleo ultrapassa US$ 45, com dados sobre estoques nos EUA

A profunda queda nos estoques de petróleo cru verificada pelo Departamento de Energia dos EUA (DOE), potencializou o temor dos investidores em relação às conseqüências da passagem do furacão Ivan pela costa norte-americana do Golfo do México, que já provocou suspensão de um quarto da produção norte-americana. De acordo com o DOE, os estoques de petróleo caíram 7,1 milhão de barris, bem acima da média das projeções de queda de 1,85 milhão.O petróleo cru, negociado na bolsa eletrônica de Nova York (Nymex), atingiu US$ 45,30 o barril na máxima. Às 11h50 (horário de Brasília), o contrato valia US$ 45,05 o barril, US$ 0,66 ou 1,49% acima de ontem. O petróleo tipo brent, de Londres, avançava US$ 0,32 (0,77%), para US$ 42,05 o barril.

Agencia Estado,

15 de setembro de 2004 | 12h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.