Covid-19

Bill Gates tem um plano para levar a cura do coronavírus ao mundo todo

Petróleo volta a subir forte

Os contratos futuros de petróleo subiram cerca de 4,48% em Nova York nesta segunda-feira, fechando em novo recorde de US$ 41,72 o barril. Em Londres, o barril subiu 4,55%, para US$ 38,17. Analistas disseram que a alta foi impulsionada pela notícia de que milhares de barris de petróleo deixaram de ser produzidos no Golfo do México por causa de um problema num oleoduto.Para os analistas, o acidente se sobrepôs à promessa da Arábia Saudita de elevar as exportações em junho e a negociação realizada no final de semana entre membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) para elevar o teto de produção do grupo.O problema do oleoduto concentrou as atenções por atingir um expressivo volume de produção diário de petróleo cru. De sábado a domingo, a plataforma deixou de produzir quase 500.000 barris. "O que realmente aconteceu foi o problema na plataforma Mars", disse Anthony Lerner, gerente de derivativos de energia da corretora Arc Oil LLC. Ainda não há previsão de quando a produção será retomada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.