Petros anuncia investimento em projeto de oleoduto no RS

O presidente da Petros - fundo de pensão dos funcionários da Petrobrás -, Carlos Flory, anunciou hoje investimentos no projeto de oleoduto para o transporte de derivados no Rio Grande do Sul. O investimento no novo sistema, que engloba transporte dutoviário (duto com 13 quilômetros de extensão) e hidroviário, está estimado em US$ 7 milhões (R$ 27 milhões).Segundo Flory, a participação da Petros vai depender do projeto de financiamento. Se for possível se utilizar títulos como certificados de recebíveis imobiliários, a Petros deve ser responsável por 100% do investimento. Caso contrário, a participação cairá para 20% do total. O certificado de recebíveis oferece a garantia das contas a receber.O sistema irá permitir a substituição do transporte de combustíveis por caminhões pelos dutos. O projeto propiciará uma redução de 17% nos custos da Refap, que é uma refinaria de petróleo que tem como sócios a Petrobras (70%) e a Repsol (30%),e que está localizada no distrito de Canoas (RS). Atualmente essa refinaria processa 18 mil metros cúbitos de petróleo por dia. Em 2004 passará a produzir 30 mil metros cúbicos diários em conseqüência da ampliação.Flory disse que o projeto no oleoduto faz parte do programa de investimento da Petros que deve totalizar R$ 1 bilhão nos últimos três anos. Ele disse que esse investimento deve propiciar um juro real da ordem de 12% a 13% ao ano. A Petros é o segundo maior fundo de pensão no Brasil, com um saldo de R$ 14,4 bilhões em investimentos, de acordo com os dados disponíveis de agosto de 2002.O presidente da Petros fez as declarações durante o 23º Congresso Brasileiro de Fundos de Pensão, que se realiza no Hotel Meliá, em São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.