finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Peugeot anuncia cortes de 2,7 mil empregos e queda nas vendas

Montadora francesa prevê que vendas na Europa cairão pelo menos 17% no quarto trimestre e 10% em 2009

Marcílio Souza, da Agência Estado,

20 de novembro de 2008 | 09h02

A montadora francesa PSA Peugeot-Citroen informou nesta quinta-feira, 20, que planeja cortar 2,7 mil empregos e disse esperar que o volume de vendas na Europa irá cair pelo menos 17% no quarto trimestre e 10% em 2009, por causa da desaceleração econômica e da crise no setor automobilístico.  Veja também:Senado dos EUA busca opção de socorro a montadorasDe olho nos sintomas da crise econômica  Lições de 29Como o mundo reage à crise  Dicionário da crise  Em outubro, a Peugeot já havia feito um alerta desfavorável de lucro para este ano e disse que reduziria a produção em 30% na Europa no quarto trimestre para reduzir estoques. Na época, a montadora afirmou que previa margem operacional em todo o ano de "cerca de 1,3%", ante à estimativa anterior de 3,5%. E, no início deste mês, a fabricante afirmou que estava eliminando cerca de mil empregos em sua unidade em Wuhan, na China, por causa da demanda fraca naquele país. Os cortes anunciados nesta quinta, segundo a companhia, vão atingir gerentes, trabalhadores da linha de montagem e cargos administrativos. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.