bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Peugeot-Citröen estuda demissões no exterior, diz jornal

Diretor-executivo da empresa diz que as demissões no exterior dependerão da legislação dos países afetados

Cynthia Decloedt, da Agência Estado,

12 de fevereiro de 2009 | 09h32

A montadora francesa Peugeot-Citröen considera reduzir o quadro de funcionários de suas unidades no exterior para ajudar a atingir suas metas de corte de custos, informou a agência Dow Jones citando o Financial Times. Segundo o FT, o diretor-executivo da empresa, Christian Streiff, afirmou que as demissões no exterior dependerão da legislação dos países afetados.  Veja também:Renault eliminará 9 mil empregos; lucro cai 78,6% em 2008Queda na indústria da UE em dezembro é recordeEconomia volta a encolher e Espanha fecha ano em recessãoDe olho nos sintomas da crise econômica Dicionário da crise Lições de 29Como o mundo reage à crise  No começo da semana, a companhia suspendeu planos de demissões na França para ter acesso a uma empréstimo de 3 bilhões de euros (US$ 3,85 bilhões) do governo. Entretanto, o jornal informa que Streiff afirmou que a maior parte do corte planejado de 11 mil funcionários acontecerá na França. O jornal britânico não informa de que forma os cortes seriam feitos - demissão voluntária, forçada ou antecipação de aposentadorias - uma vez que a empresa comprometeu-se com o governo francês a não fechar fábricas ou realizar demissões no país. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Peugeot-Citröencrisedemissões

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.