PF de Ribeirão Preto lacra bombas de seis postos

Numa operação conjunta com a Procuradoria da República, a Polícia Federal de Ribeirão Preto lacrou, ontem, as bombas de seis postos de combustíveis, suspeitos de terem adulterado a gasolina comum. Foram vistoriados 50 postos, por amostragem (os que tinham preços baixos), e verificados, numa pré-análise, que os seis que tiveram as bombas lacradas tinham adição de álcool na gasolina variando entre 33% e 48%. A Agência Nacional de Petróleo (ANP) permite apenas 25%. Novas amostras foram recolhidas e enviadas ao Instituto Paulista de Tecnologia (IPT) para a obtenção de um laudo definitivo. O laudo será encaminhado à ANP, a quem cabe aplicar sanções ou fechar os postos de combustíveis, caso seja constada a irregularidade. Outros postos da região serão vistoriados pela PF.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.