Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

PF desmonta esquema que favorecia importadores

A Polícia Federal prendeu nesta terça-feira, 29, três doleiros no Recife (PE), acusados de operar esquema internacional de lavagem de dinheiro e evasão de divisas para favorecer empresários importadores. A suspeita é de que os envolvidos tenham movimentado cerca de R$ 100 milhões ilegalmente nos últimos anos. Durante as buscas da operação, batizada de "Grande Truque", os policiais apreenderam US$ 8 milhões na sede de uma transportadora de valores.

FÁBIO FABRINI, Agencia Estado

29 de abril de 2014 | 14h17

De acordo com a PF, os investigados subfaturavam o valor de produtos importados para recolher menos impostos à Receita Federal. A diferença era paga aos fornecedores no exterior por meio de operações dólar-cabo, sem registro no Fisco e no Banco Central. Os nomes dos três presos, com prisão preventiva decretada pela Justiça, não foram divulgados.

Outras 14 pessoas, entre empresários e doleiros, estão sendo conduzidas para prestar depoimento e vão ser indiciadas. Além de evasão de divisas e lavagem de dinheiro, os investigados são suspeitos de associação criminosa e constituição de instituições financeiras clandestinas. A apuração de eventuais crimes de sonegação dependerá de trabalhos adicionais da Receita.

O superintendente da PF em Pernambuco, Marcelo Diniz Cordeiro, disse não haver indícios de que o esquema tenha ligações com a Operação Lava Jato, que apura esquema bilionário de lavagem de dinheiro e foi pivô do escândalo que envolve o deputado André Vargas (PR), recém-desfiliado do PT, além do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa.

A PF descobriu que o esquema operava em vários países, entre eles China, Inglaterra, Itália, Bélgica e Portugal. Autoridades destes dois últimos países colaboraram com as investigações. No Brasil, as buscas e as conduções de envolvidos para prestar depoimento estão ocorrendo também em Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Norte.

Tudo o que sabemos sobre:
PFimportadoreslavagem de dinheiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.