PF faz busca e apreensão na casa de Eike Batista

A Polícia Federal cumpre nestasexta-feira um mandado de busca e apreensão na casa doempresário Eike Batista, como parte de uma operação que visaaveriguar a existência de suposta fraude na concessão de umaestrada de ferro no Amapá, informou a assessoria de imprensa daPF. Além da busca e apreensão na casa do dono da MMX, a PolíciaFederal realiza outros 11 mandados de busca e apreensão naoperação intitulada Toque de Midas. "Foram encontrados indícios de direcionamento da licitaçãopara que as empresas de um mesmo grupo vencessem o certame",informou a PF em comunicado em seu site. Não foi pedida nenhuma prisão nessa investigação. A ferrovia que teria sido alvo da fraude liga as cidades deSerra do Navio e Santana e é responsável pelo transporte deminério do interior do Amapá para o Porto de Santana, àsmargens do Rio Amazonas. Eike, de 51 anos, é um dos executivos do ramo de mineraçãomais rico do mundo e recentemente ingressou no ramo de petróleocom a OGX, empresa que protagonizou a maior abertura de capitalda história do país. Às 13h36 os papéis da MMX despencavam 14,1 por cento naBovespa, enquanto as ações da OGX caíam 11,7 por cento.Referência da Bolsa de Valores de São Paulo, o Ibovespa perdia0,53 por cento. (Reportagem de Eduardo Simões)

REUTERS

11 de julho de 2008 | 13h52

Mais conteúdo sobre:
POLICIAEIKEPF

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.