PF fecha casa de câmbio clandestina no interior paulista

A Delegacia de Polícia Federal em São José do Rio Preto, interior paulista, fechou hoje, um escritório de câmbio clandestino que funcionava em um edifício comercial localizado no centro da cidade. No local, foram apreendidos mais de US$ 15 mil, em euros e pesos, além de documentos que indicam ordens de depósito de elevadas quantias em contas bancárias de agências localizadas em Hong Kong, China, Estados Unidos e França.De acordo com a PF, a ação teve início em Brasília quando, no dia 20 de abril deste ano, policiais federais prenderam em flagrante traficantes de cocaína com 18 quilos da droga. Investigações mostraram que a quadrilha utilizava várias contas bancárias para suas transações financeiras, dentre elas uma de Rio Preto. A conta estava em nome de uma jovem que teria como endereço comercial uma sala no edifício Hopase. Munidos de um mandado de busca e apreensão, expedido pela 4ª Vara Criminal de Luziânia, em Goiás, os policiais federais de Rio Preto foram ao local, onde encontraram um escritório clandestino de câmbio monetário, gerenciado pelo pai da jovem.O negócio foi fechado, o material apreendido posto à disposição da Justiça e um inquérito policial foi instaurado. O proprietário do negócio poderá ser indiciado por crime contra o sistema financeiro nacional, com pena de até quatro anos de prisão e multa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.