Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

PF prende 17 em operação contra fraudes na Receita

Numa operação denominada Duty Free, a Polícia Federal do Espírito Santo prendeu hoje 17 pessoas, em cumprimento a 18 mandados de prisão expedidos pela Justiça Federal. A ação desbaratou uma quadrilha comandada pelos irmãos João Luiz e José Augusto Fregonazzi, que fraudava a Receita Federal. Os dois são auditores fiscais da Receita e João Luiz ocupou, entre 1996 e 2007, o cargo de inspetor da alfândega de Vitória.

MARCELO AULER E SOLANGE SPIGLIATTI, Agencia Estado

21 de agosto de 2009 | 10h50

Entre os investigados estão advogados, empresários (um deles de São Paulo), despachantes e contadores que lidam com comércio exterior. Eles são acusados de formação de quadrilha, falsidade ideológica na constituição de empresas, lavagem de dinheiro, corrupção, tráfico de influência, descaminho e contrabando.

De acordo com a Polícia Federal, por serem servidores federais, os irmãos Fregonazzi não poderiam ser sócios em empresas. Mesmo assim, eles utilizaram "laranjas" para criar cinco firmas atuantes nas áreas de comércio exterior, transporte e logística. Além disso, os dois prestavam consultoria a outras empresas.

As investigações, iniciadas em fevereiro de 2009, revelaram que o grupo também agilizava processos de importação, em troca de dinheiro e vantagens. O grupo também teria se beneficiado de um contrato firmado com o Banco de Desenvolvimento do Espírito Santos (BANDES), além de ter fraudado uma licitação com uma prefeitura do interior do Estado do Espírito Santo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.