PF prende 3 em operação na Assembléia de Alagoas

A Polícia Federal já prendeu três pessoas, durante a "Operação Taturana", envolvidas em fraudes na restituição do Imposto de Renda que desviou recursos através da contratação de funcionários fantasmas na Assembléia Legislativa de Alagoas. Em cinco anos, cerca de R$ 200 milhões teriam sido desviados.Segundo a PF, cerca de 80 mandados de prisão e mais de 30 de prisão temporária serão cumpridos hoje pelos 370 policiais em vários municípios de Alagoas. Deputados e ex-deputados da Assembléia Legislativa do Estado também estariam envolvidos nas fraudes. De acordo com a PF, a prisão dos deputados envolvidos está sendo dificultada devido à imunidade que os políticos possuem que só autoriza a prisão deles em caso de flagrante.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.