PF prende dez acusados de fraudar Previdência no MA

Entre os presos na operação, intitulada Sétimo Dia, estão servidores do INSS

Agencia Estado

14 de junho de 2007 | 16h47

Dez pessoas foram detidas em São Luís, no Maranhão, acusadas de fraudar o sistema previdenciário da cidade. As prisões fazem parte da operação intitulada Sétimo Dia, da Polícia Federal (PF), desencadeada nesta terça-feira, 12. A ação conta ainda com o apoio do Ministério da Previdência Social e do Ministério Público Federal. Ao todo, foram expedidos 11 mandados de prisão temporária e 11 de busca e apreensão. Entre os presos há alguns servidores do INSS. Um dos mandados de busca têm como alvo a Agência da Previdência em Nazaré, onde os agentes da PF devem recolher processos concessórios e procurações. Em torno de 60 policiais federais participam da operação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.