PF prende quadrilha fraudadora do INSS no Pará

A Polícia Federal prendeu na manhã desta segunda-feira, 5, 12 pessoas acusadas de cometer fraudes contra o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), no Pará.Intitulada "Operação Xingu", a ação da PF emitiu 12 mandados de prisão e 13 mandados de busca e apreensão, que já foram cumpridos. Seis pessoas foram presas em Altamira, dois em Uruará, dois em Belém, um em Anapu e outra em Brasil Novo. Entre os presos estão cinco funcionários do INSS e do Sindicato dos Trabalhadores do município.O rombo provocado pelas fraudes ao INSS praticadas pela quadrilha chegam a mais de R$ 2 milhões. O caso vem sendo investigado há seis meses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.