PF prende quadrilha que distribuía álcool clandestinamente

Grupo comercaializava álcool hidratado e anidro combustível nas regiões do Vale do Paraíba, SP, e do Rio

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

31 de outubro de 2007 | 11h28

Pelo menos 10 pessoas já foram presas durante a Operação Alquila, que foi deflagrada pela Polícia Dederal na manhã desta quarta-feira, 31, com o objetivo de desmantelar uma quadrilha que agia na distribuição clandestina de álcool combustível destinado a postos de revenda na região do Vale do Paraíba, em São Paulo, e no Estado do Rio de Janeiro.   De acordo com a PF, a maioria das prisões ocorreu na cidade de Potim, no interior de São Paulo, entre eles um ex-prefeito do município. O nome do político ainda não foi divulgado.   Serão cumpridos 13 mandados de prisão temporária e 21 mandados de busca e apreensão. De acordo com a PF, a quadrilha usava empresas formalmente existentes, para dar suporte às transações de compra, distribuição e revenda de álcool hidratado e anidro combustível com a utilização de notas fiscais falsas e reutilizadas. Algumas empresas investigadas não possuem autorização da ANP para comercializar os produtos.   Os envolvidos estão ligados a adulteração dos combustíveis revendidos pelos postos aos consumidores, causando ainda prejuízos fiscais, econômicos, além de provocar excessiva poluição do meio ambiente.

Tudo o que sabemos sobre:
ÁlcoolPF

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.