PF prende sete em operação contra lavagem de dinheiro

Policiais da Operação Bicho Mineiro cumprem ainda 18 mandados de busca e apreensão em SP, RJ e MG

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

10 de julho de 2008 | 09h56

Sete pessoas foram presas na manhã desta quinta-feira, 10, durante a Operação Bicho Mineiro, da Polícia Federal, que teve o objetivo de desmantelar uma organização criminosa baseada em Varginha, Minas Gerais. Segundo a PF, os presos são suspeitos de prática de estelionato, formação de quadrilha ou bando, falsidade ideológica, evasão de divisas e de lavagens de dinheiro. Tal esquema, segundo apurado pela PF, teria se iniciado no ano de 1995.   Veja também: As ações da Polícia Federal no governo Lula   Cerca de 150 Policiais Federais cumpriram as prisões, sendo quatro delas preventivas e 18 mandados de busca e apreensão nos municípios de Varginha, Elói Mendes, Boa Esperança, Guapé, em Minas Gerais, e em Angra dos Reis, no Rio, e em São Paulo.   As investigações tiveram início em setembro de 2007, no curso da Operação Roterdam, quando surgiram indícios de que empresários ligados às atividades de comércio e de exportação de café, através de laranja/testas-de-ferro e empresas sediadas em paraísos fiscais, estariam se valendo de um processo de ocultação e de dissimulação de bens para sonegar informações sobre o patrimônio adquirido.

Mais conteúdo sobre:
Operação Bicho MineiroPF

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.