PF retém passaportes de ex-diretores do Nacional

A Polícia Federal informou que reteve hoje pela manhã os passaportes pertencentes ao ex-controlador e ex-presidente do Banco Nacional, Marcos Catão de Magalhães Pinto, e aos outros ex-dirigentes do Nacional condenados que estiveram presos no Rio e foram soltos hoje: Arnoldo de Oliveira, Clarimundo Sant?Anna, Antôno Luiz Feijó Nicolau, Nagib Antônio, Omar Bruno Corrêa e Roberto Freire Severino Duarte. A entrega dos passaportes era condição para o cumprimento do Alvará de Soltura. Os documentos ficarão retidos na 33ª Vara Federal. Os ex-dirigentes do Nacional só foram soltos na manhã de hoje apesar de o habeas corpus ter sido concedido no fim da tarde de ontem pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, porque uma pane no sistema de computação da Polinter atrasou a expedição do Alvará de Soltura. Vírgílio Veloso, que estava preso em São Paulo, foi solto na noite de ontem. Os ex-dirigentes foram condenados por gestão fraudulenta, formação de quadrilha, inserção de elementos falsos nos demonstrativos contábeis e prestação de informação falsa a repartição pública, no caso, o Banco Central a penas que vão de 21 a quase 29 anos e mais multas pesadas, que chegam a mais de R$ 10 milhões nos casos de Magalhães Pinto e do ex-superintendente do Nacional Arnoldo de Oliveira. Eles vão recorrer em liberdade da sentença condenatória dada pelo juiz Marcos André Bizzo Moliari, da Primeira Vara Criminal Federal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.