PGR pede ao Supremo mais prazo para parecer sobre planos

A Procuradoria-Geral da República protocolou na manhã desta terça-feira, 27, pedido para que o Ministério Público faça uma nova manifestação em especial sob o alegado pela União quanto a existência de erros no parecer pericial anterior sobre os planos econômicos, conforme documento obtido pelo Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado.

ALINE BRONZATI, Agencia Estado

27 de maio de 2014 | 15h42

Os equívocos no parecer, conforme a solicitação do procurador da PGR, Rodrigo Janot, tornam recomendável uma melhor análise por parte da Procuradoria antes do julgamento definitivo pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Se o pedido for acatado, o início do julgamento pode não ocorrer nesta quarta-feira, 28.

O pedido foi protocolado em Brasília e está endereçado ao ministro do STF Dias Toffoli. Ontem, o Banco Central e a AGU reforçaram a necessidade de se fazer uma audiência pública sobre os planos econômicos antes do julgamento definitivo, marcado para amanhã no STF.

Tudo o que sabemos sobre:
planos econômicospoupançaSTFMP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.