Philips dará férias coletivas a 1.800 funcionários

A fábrica de cinescópios (tubos de imagem para televisores) da LG Philips de São José dos Campos, no interior paulista, dará férias coletivas para 1.800 trabalhadores a partir do dia 2 de dezembro. Neste ano o período de férias será de 30 dias e vai atingir, além das linhas de produção de cinescópios, o setor administrativo.A medida foi comunicada ao Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos na segunda-feira. Segundo o sindicato, neste ano a empresa estendeu por mais dez dias o período de férias coletivas, já que até o ano passado, a produção parava por 20 dias.Apesar das férias, segundo o sindicato, não há risco de demissão. A empresa tem hoje 2.500 trabalhadores. Durante os 30 dias apenas trabalhadores das áreas de manutenção e apoio estarão trabalhando. A assessoria de imprensa da LG Philips não informou o número de cinescópios que deixará de ser produzido neste período. A Philips informou apenas que as vendas para o final do ano já foram concluídas e que, apesar da crise no setor de eletroeletrônicos, o ano de 2002 não foi ruim para a empresa. Os 1.800 trabalhadores voltam à produção no dia 3 de janeiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.