PIB agropecuário cresceu 3,03%, diz CNA

O PIB do setor agropecuário apresentou elevação de 3,03% sobre o valor consolidado de 2001, mostram dados divulgados pela Confederação Nacional da Agricultura (CNA). O PIB do setor saltou de R$ 99,40 milhões em 2001 para R$ 102,42 milhões no acumulado até abril deste ano. "Enquanto o PIB para a economia brasileira teve queda de 0,73% no primeiro trimestre, o PIB do setor agropecuário teve alta, o que indica o desempenho favorável do setor", afirma o chefe do departamento econômico da Confederação Nacional da Agricultura (CNA), Getúlio Pernambuco. O dado divulgado por ele para o PIB do Brasil considerada estimativa do IBGE. "O resultado do setor agropecuário foi puxado pelo setor agrícola", completa. Dados divulgados pela CNA mostram que, no acumulado do ano, o PIB da agricultura somou R$ 57,33 bilhões, em valores de 2001, crescimento de 5,11%. Pernambuco lembra que produtos como soja, laranja, cana-de-açúcar e arroz determinaram o aumento da renda do setor agrícola. Segundo dados da CNA, o PIB da pecuária somou R$ 45,08 bilhões, a preços de 2001, e o PIB global da agropecuária, R$ 102,42 bilhões. "Os preços dos produtos de pecuária estão em baixa. Houve aumento na produção de aves e bovinos", afirma. Ele destaca ainda a queda de 6,7% nos preços dos leite nos primeiros cinco meses do ano. O Valor Bruto da Produção (VBP) da agricultura lidera o crescimento bruto do setor rural. Cálculos da CNA mostram que, com taxa de expansão de 14,9%, o VBP para os 20 produtos agrícolas analisados aumenta de R$ 53,2 bilhões, em 2001, para R$ 61,1 bilhões em 2002. Os dados são referentes aos primeiros cincos meses de cada ano. Pernambuco explica que o VBP do café subiu 30,2% entre os cinco primeiros meses de 2002 ante igual período de 2001. "O aumento não significa que os produtores estão ganhando mais. Pelo contrário, os estoques mundiais estão altos e a produção brasileira cresceu. O VBP só cresceu porque a produção maior resultou em maior volume exportado", afirma. No caso da laranja, a alta foi de 62,5%, de R$ 2,044 milhões para R$ 3,322 milhões neste ano. "A seca na Flórida, a desvalorização do câmbio e os baixos estoques em poder das indústrias nacionais elevaram o VBP". O VBP do setor de pecuária subiu 2,7%, de R$ 39,281 milhões nos cinco primeiros meses de 2001 para R$ 40,331 milhões em igual período de 2002. O VBP para o leite caiu 4,9%, de R$ 6,78 milhões, em 2001, para R$ 6,447 milhões neste ano.

Agencia Estado,

25 de julho de 2002 | 15h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.