PIB alemão cresce 0,2% no trimestre; França cresce 0,5%

A recuperação econômica da Alemanha, que começou timidamente no terceiro trimestre de 2003, continuou nos três últimos meses do ano, sugerindo que a maior economia da zona do euro está caminhando para fechar um ciclo de três anos de estagnação. Dados do Escritório Federal de Estatísticas mostraram que a economia cresceu 0,2%, em termos reais, no quarto trimestre, ante os três meses anteriores, e também expandiu-se 0,2%, na comparação com o mesmo período de 2002, de acordo com dados não-ajustados. No terceiro trimestre, o crescimento também foi de 0,2%, na comparação com o período de abril a junho. Mesmo com a recuperação registrada nos dois últimos trimestres, a Alemanha não conseguiu evitar um desempenho negativo em 2003. A economia do país encolheu 0,1%, o que representou a primeira contração anual em uma década. Para 2004, as projeções oficiais do governo apontam para um crescimento de 1,5% a 2%, bem abaixo da expansão de 4,5% a 5% prevista para os EUA neste ano, conforme relatório divulgado ontem pelo Comitê de Mercado Aberto do Federal Reserve. França cresce 0,5% no quarto trimestre A economia francesa cresceu 0,5% no quarto trimestre do ano passado, após expansão de 0,4% no terceiro trimestre, segundo estimativas preliminares do instituto nacional de estatísticas Insee. O PIB registrou expansão de 0,2% em 2003, contra crescimento de 1,2% em 2002. A variação do PIB trimestral foi inferior à previsão dos economistas, de que cresceria 0,6%. A produção industrial da França cresceu 0,3% em dezembro em relação a novembro, revertendo retração de 0,6% em novembro, informou o instituto nacional de estatísticas Insee. A produção no segmento de manufatura, que exclui produção agrícola, de energia e alimentos, cresceu 0,2% em dezembro, após queda de 0,6% em novembro. O crescimento da produção industrial ampla ficou levemente abaixo da previsão de alta de 0,4%. Holanda tem queda de 0,8%A economia holandesa cresceu de 0,3% no quarto trimestre em relação ao terceiro trimestre, primeira expansão em mais de um ano, informou o Escritório Central de Estatísticas. Em 2003, o PIB registrou contração de 0,8%, a primeira em 21 anos. Em comparação ao quarto trimestre de 2002, o PIB do quarto trimestre de 2003 registrou contração 0,5%. Analistas previram expansão de 0,2% ao PIB do quarto trimestre em relação ao terceiro e contração de 0,8% em comparação ao quarto trimestre de 2002. A contração de 0,8% em 2003 era o que os economistas previam. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.