PIB britânico recua mais que previsto no 4º trimestre

Clima severo em dezembro foi responsável por 0,5 p.p. do declínio; indústria e serviços tiveram revisões negativas 

Reuters,

25 de fevereiro de 2011 | 07h16

A economia da Grã-Bretanha se contraiu no quarto trimestre de 2010 a uma velocidade maior do que o estimado anteriormente, com queda de 0,6% após revisões negativas nos setores de indústria e serviços, mostraram dados do governo nesta sexta-feira.

Os números podem deixar o Banco da Inglaterra em dúvida sobre uma possível alta dos juros, embora já haja sinais de uma recuperação da atividade no começo deste ano após os problemas causados pelas nevascas de dezembro.

Analistas esperavam que o número permanecesse inalterado em relação ao cálculo anterior, com queda de 0,5%.

De acordo com o Departamento Nacional de Estatísticas, o clima severo de dezembro, o mais frio em um século, foi responsável por 0,5 ponto percentual do declínio da economia.

Os gastos recuaram 0,1%, primeira queda em 18 meses. O resultado mostra que os consumidores estavam apertando os cintos mesmo na iminência de um aumento do imposto sobre valor agregado no começo deste ano, e também revela uma intensificação do controle de despesas do governo.

A produção no setor de serviços foi revisada para baixo, mostrando queda de 0,7%, ante 0,5% anteriormente. A produção industrial passou a mostrar alta de 0,7%, ante 0,9% antes.

Tudo o que sabemos sobre:
MACROGRABRETANHAPIB*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.