PIB cresce 6,1% no terceiro trimestre; maior alta em 8 anos

A economia brasileira cresceu 6,1% no terceiro trimestre na compação com o mesmo período de 2003, segundo informou hoje o IBGE. É a maior alta desde 1996 no conceito trimestral. Na comparação com o segundo trimestre, houve aumento de 1%. No acumulado do ano, o PIB registrou alta de 5,3%, a maior taxa desde 1995. Investimento - De acordo com o IBGE, o investimento cresceu 6,7% no terceiro trimestre sobre o segundo trimestre. A alta é a maior nessa base de comparação registrada desde 1994 e, segundo o instituto, "ratifica a retomada iniciada no terceiro trimestre de 2003". Os investimentos cresceram também na comparação com o terceiro trimestre do ano passado, com aumento de 20,1%, a maior taxa desde 1995. No ano, os investimentos acumularam alta de 11,8%, também a maior taxa desde 1995. Consumo - O consumo das famílias também cresceu em todas as bases de comparação: 1,4% sobre o segundo trimestre; 5,7% em relação ao terceiro trimestre de 2003 e 3,9% no acumulado do ano. Indústria - A indústria puxou o crescimento do PIB no terceiro trimestre ante o segundo trimestre, com crescimento de 2,8% e exerceu o maior impacto positivo também na comparação com o terceiro trimestre de 2003 (7%) e no acumulado do ano (,6,3%). Revisão sem recessão - O IBGE revisou a variação do PIB de 2003 de -0,2% divulgada anteriormente para um crescimento de 0,5%. Com isso, fica anulado o dado que apontava recessão no primeiro ano do governo Lula. O IBGE disse que a revisão levou em conta a incorporação da nova pesquisa industrial e a atualização das contas nacionais de 2003 fechadas nos últimos dias. Veja a tabela com os dados do PIB do Brasil no 3º trimestre:   Ante 2º trimestre 2004 (com ajuste sazonal) Ante 3º trimestre 2003 Acumulado jan-set ante igual período 2003 Acumulado últimos quatro trimestres ante 12 meses imediatamente anteriores PIB 1,0% 6,1% 5,3% 4,2% Agropecuária -3,6% 4,9% 5,6% 5,3% Indústria 2,8% 7,0% 6,3% 4,6% Serviços 0,7% 4,7% 3,8% 3,1% Consumo das famílias 1,4% 5,7% 3,9% 3,2% Consumo do governo -0,2% 0,3% 0,6% 0,8% Formação Bruta de Capital Fixo 6,7% 20,1% 11,8% 7,7% Exportação 1,5% 18,2% 18,6% 15,2% Importação 3,7% 17,7% 14,9% 13,7% IBGE

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.