Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

PIB crescerá 4% em 2006, menos do que previu Lula, diz BC

O Banco Central subiu as previsões de inflação deste e do próximo ano e espera um crescimento do PIB em 2006 de 4%, menos que os 5% anunciados pelo presidente Lula e pelo ministro da Fazenda, Antonio Palocci.Segudo o Relatório de Inflação trimestral divulgado hoje, apesar de todo o aperto nos juros, a inflação de 2005 vai ficar acima do centro da meta, de 5,1%. No relatório, o BC subiu a projeção do IPCA de 5% para 5,7% ao final deste ano.Para 2006, o BC subiu de 3,5% para 3,8% a projeção de inflação. Apesar da alta, o IPCA deve ficar dentro da meta de inflação, fixada em 4,5%.No relatório divulgado hoje, o BC fez pela primeira vez as previsões de inflalão para 2007.O BC projeta uma inflação medida pelo IPCA de 3,6% ao final de 2007. O valor está abaixo do centro da meta de 4,5% fixada para o primeiro ano do próximo governo.Para 2005, o BC reduziu de 3,4% para 2,6% a projeção de expansão do PIB. Segundo o BC, a queda se deve à desaceleração do ritmo de crescimento verificada no terceiro trimestre.BalançaO Relatório de Inflação trouxe uma elevação da projeção de superávit em conta corrente do balanço de pagamentos do próximo ano de US$ 3,7 bilhões para US$ 6,3 bilhões. Para este ano, a previsão do BC para o superávit em conta corrente oscilou de US$ 13,6 bilhões para US$ 15 bilhões.As melhoras nas expectativas do BC para o resultado das contas externas veio acompanha de uma revisão para cima da estimativa de superávit da balança comercial neste e no próximo ano. ara este ano, a projeção subiu de US$ 43 bilhões para US$ 44,5 bilhões, com a expectativa de exportação tendo sido elevada de US$ 117 bilhões para US$ 118,5 bilhões e de importação ficando estável em US$ 74 bilhões. Para 2006, a previsão do BC para o superávit da balança comercial aumentou de US$ 34 bilhões para US$ 35,5 bilhões. Esta revisão foi puxada por um aumento da estimativa de exportação no próximo ano de US$ 123 bilhões para US$ 124,5 bilhões.Dívida externa e investimento estrangeiroO relatório revelou uma queda da projeção de pagamento de juros da dívida externa em 2006 de US$ 13,7 bilhões para US$ 12,9 bilhões. A estimativa para este ano oscilou de US$ 13,4 bilhões para US$ 13,5 bilhões.O BC reduziu a projeção de fluxo de investimento estrangeiro direto (IED) neste ano de US$ 16 bilhões para US$ 15 bilhões. Para 2006, a previsão foi mantida estável em US$ 16 bilhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.