PIB da Argentina cai 16,3% no 1º trimestre

O PIB da Argentina encolheu 16,3% no primeiro trimestre, o declínio mais acentuado em um século, em meio a virtual paralisia do sistema bancário e deterioração dos gastos de consumo, informou o Instituto Nacional de Estatística. Esse resultado superou a previsão média de cinco economistas entrevistados pela Dow Jones era de um declínio de 13,4% do PIB no primeiro trimestre. O Instituto informou que a produção de bens despencou 20,1% no primeiro trimestre, a produção industrial caiu 22,8% e a atividade no setor de construção encolheu 41,5%. O setor de serviços registrou um declínio de 13,5%.Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.