coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

PIB da Grã-Bretanha fica estável; o francês cresce 0,4%

O produto interno bruto do Reino Unido do primeiro trimestre foi revisado para baixo em sua segunda revisão, para estável, ante crescimento originalmente estimado em 0,1%. A informação foi divulgada pelo National Statistics. A revisão para baixo do PIB foi consequência da revisão também para baixo do crescimento no setor de serviços, para 0,2% no primeiro trimestre em relação ao anterior, de 0,5% inicialmente estimado. A economia do Reino Unido registrou crescimento zero por dois trimestres seguidos, o que representa o desempenho mais fraco desde o terceiro trimestre de 1991. O crescimento anual a preços de mercado constantes de 1995 permaneceu estável em 1,0% - o menor crescimento desde o quarto trimestre de 1992. As expectativas de mercado eram de uma revisão para cima do crescimento do setor de serviços. O deflator do PIB subiu 1,3% no primeiro trimestre em relação ao anterior e 3,6% em comparação ao mesmo período do ano passado, marcando o maior crescimento desde o terceiro trimestre de 1996. O crescimento do setor de serviços foi revisado para baixo principalmente devido à queda de 0,2% nos setores de serviços financeiros e de negócios no primeiro trimestre ante o anterior. Esta foi a primeira vez que houve contração neste setor desde o primeiro trimestre de 1992. O crescimento do setor financeiro caiu porque o volume de transações no mercado acionário também caiu. FrançaA economia francesa recuperou-se no primeiro trimestre em relação ao quarto trimestre do ano passado, influenciada especialmente pelo avanço nos estoques e por ganhos modestos nos gastos com consumo. O PIB cresceu 0,4% no primeiro trimestre, após contração de 0,4% no quarto trimestre do ano passado, informou o instituto de estatísticas do governo Insee. O desempenho do quarto trimestre foi revisado em baixa, de contração de 0,3% prevista anteriormente. Os estoques, que cortaram 0,9 ponto percentual do PIB no quarto trimestre, acrescentaram 0,1 ponto percentual no PIB do primeiro trimestre. Os gastos com consumo, que compõem mais da metade do PIB, subiram 0,2% no primeiro trimestre, abaixo da elevação de 0,3% do quarto trimestre do ano passado. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

24 de maio de 2002 | 10h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.