finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

PIB deve crescer de 2,7% a 2,8% neste ano, calcula Delfim Netto

Para o ex-ministro da Fazenda, tal resultado reforça a sua avaliação de que há um 'pessimismo exagerado e sempre motivos' sobre a perspectiva da economia brasileira para o médio prazo

Ricardo Leopoldo, da Agência Estado,

18 de setembro de 2013 | 14h11

SÃO PAULO - O ex-ministro da Fazenda, Delfim Netto acredita que o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil neste ano deve crescer entre 2,7% e 2,8%, o que reforça a sua avaliação de que há um "pessimismo exagerado e sempre motivos" sobre a perspectiva da economia brasileira para o médio prazo.

"Essas avaliações de que o PIB vai ser negativo no terceiro trimestre e muito fraco no quarto trimestre estão se provando não ser razoáveis", referindo-se a recentes indicadores econômicos como as vendas de varejo de julho que cresceram 1,9% ante junho no conceito restrito.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.