PIB do Canadá cresce 6,1% no 1º trimestre

Expansão foi a mais rápida desde o 4º tri de 1999; país pode se tornar o 1º do G-7 a elevar juro

Danielle Chaves, da Agência Estado,

31 de maio de 2010 | 10h40

O Produto Interno Bruto (PIB) do Canadá cresceu 6,1% no primeiro trimestre deste ano sobre o mesmo período de 2009 e 1,5% sobre o quarto trimestre daquele ano, superando as previsões dos economistas e do Banco do Canadá, de 5,8%. A expansão foi a mais rápida desde o quarto trimestre de 1999 e reforçou a expectativa de alta na taxa de juros básica pelo Banco do Canadá, que deverá se tornar o primeiro banco central do G-7 a elevar os juros na reunião de política monetária marcada para amanhã.

No primeiro trimestre de 2009 o PIB canadense havia tido contração recorde de 7%. Os dados sobre o quarto trimestre do ano passado foram revisados em leve baixa, para expansão de 4,9%, em vez de 5,0% como informado anteriormente.

As expectativas de um aumento nos juros se firmaram em 20 de abril, quando o Banco do Canadá deixou de lado a promessa de manter a taxa overnight de referência no nível recorde de 0,25% durante o segundo trimestre. A quase certeza sobre a alta nos juros diminuiu depois que a crise de dívida da zona do euro aumentou, afetando negativamente os mercados financeiros.

No entanto, os mercados voltaram a se recuperar na semana passada e a elevação dos juros canadenses se tornou mais provável. O banco deverá elevar a taxa overnight em 0,25 ponto porcentual, segundo uma pesquisa com 12 economistas feita pela Dow Jones.

A recessão do Canadá foi a mais curta e menos severa entre os países do G-7. A economia canadense emergiu da recessão no terceiro trimestre do ano passado, depois de ter contração por três períodos consecutivos. A contração no segundo trimestre de 2009 foi revisada para 2,8%, de 3,5%. Em todo o ano de 2009, a economia do Canadá encolheu 2,5% em dado revisado, em vez de 2,6% como informado originalmente. As informações são da Dow Jones. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.