finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

PIB do Japão cresce 2,6% no 3º trimestre

A economia japonesa cresceu com um pouco mais de velocidade do que os economistas esperavam no trimestre entre julho a setembro, fortalecida pelas exportações. Porém, a perspectiva futura é nebulosa, diante da probabilidade de desaquecimento nos EUA, maior mercado importador do Japão, dizem analistas. O PIB cresceu 0,6%, em base ajustada aos preços, em relação ao trimestre anterior, segundo dados preliminares divulgados pelo gabinete do governo. A expansão segue-se a uma contração real de 0,4% no trimestre entre abril e junho em comparação ao período anterior - a primeira retração ocorrida em três trimestres.Em base anualizada, o PIB japonês expandiu-se 2,6% no trimestre julho a setembro, depois de registrar contração de 1,6% no trimestre anterior, em base anualizada. Os números superam as previsões dos economistas, que previam crescimento trimestral de 0,4% e, em base anualizada, de 1,8%.Para a ministra da Economia, Hiroko Ota, os números confirmam que a economia está em firme tendência de recuperação. Mas analistas privados não estão tão seguros, citando a perspectiva de enfraquecimento da atividade econômica nos EUA, a turbulência nos mercados financeiros e o elevado custo do petróleo."Superficialmente, o dado é melhor do que o esperado, mas não assegura que a situação da economia é realmente sólida", disse o economista do Goldman Sachs, Naoki Murakami, acrescentando estar pessimista em relação às projeções para o último trimestre do ano. As informações são da Dow Jones.

CYNTHIA DECLOEDT, Agencia Estado

13 de novembro de 2007 | 08h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.