PIB do México encolheu 6,5% no ano de 2009

O Produto Interno Bruto (PIB) do México cresceu 2,03% no quarto trimestre do ano passado em comparação com o terceiro, em termos não anualizados e ajustados sazonalmente. Na comparação com o quarto trimestre de 2008, no entanto, o PIB mexicano caiu 2,3%, menos do que a estimativa média de queda de 2,7% de nove analistas consultados pela agência Dow Jones.

MARCÍLIO SOUZA, Agencia Estado

22 de fevereiro de 2010 | 13h56

Em todo o ano passado, o PIB do México contraiu-se 6,5%, comparável ao seu desempenho na crise do peso, em 1995. A crise de 2008 e 2009, no entanto, trouxe menos danos do que a de 1995, quando o crédito bancário secou quase completamente e o emprego e o consumo despencaram. Naquele ano, o PIB mexicano recuou 6,2%.

A recuperação, que começou no terceiro trimestre de 2009, continuou ao longo do quarto, liderada pela retomada da produção industrial e da demanda nos EUA pelas exportações do México.

A produção industrial do país cresceu 3,05% no quarto trimestre ante o terceiro, enquanto o setor de serviços expandiu-se 1% e a produção agrícola aumentou 0,93%.

O Ministério de Finanças elevou na semana passada sua estimativa para o crescimento do PIB este ano de 3% para 3,9%; algumas projeções independentes estão acima de 4%. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
PIB, México, crise

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.