PIB do México sofre contração de 0,74% no 2º trimestre

A economia do México se contraiu pela primeira vez em quatro anos no segundo trimestre, após a menor demanda por exportações ter afetado a produção industrial.

Agencia Estado

20 de agosto de 2013 | 11h52

O Produto Interno Bruto (PIB) da segunda maior economia da América Latina teve contração de 0,74% no segundo trimestre deste ano ante o trimestre anterior, mas cresceu 1,5% em relação ao mesmo período do ano passado. A produção industrial no segundo trimestre sofreu declínio de 0,6%.

O crescimento em bases anuais ficou bem abaixo da mediana de 2,3%, estimada por 10 economistas consultados pela Dow Jones Newswires. Na comparação com o primeiro trimestre, as expectativas dos economistas estavam divididas entre crescimento e contração. O declínio do PIB foi o primeiro desde o segundo trimestre de 2009.

No período entre janeiro e junho, o PIB cresceu 1% em relação ao primeiro semestre de 2012. No ano passado, o PIB cresceu 3,8%.

Na medida em que a economia mexicana continua a desacelerar, os economistas têm reduzido suas expectativas de crescimento para este ano, com alguns prevendo expansão de 2% ou menos em 2013. O Banco do México recentemente reduziu sua projeção em um ponto porcentual, para um intervalo entre 2% e 3%, citando a menor demanda interna e externa. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
MéxicoPIB

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.