finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

PIB dos EUA no 2º trimestre cresce 4,6% à taxa anualizada

Consumo avançou 2,5% e o lucro das empresas, 6,2%, informou o Departamento do Comércio do País; esta foi a terceira revisão do PIB do segundo trimestre

RENATO MARTINS, O Estado de S. Paulo

26 de setembro de 2014 | 10h05

O Departamento do Comércio dos EUA informou que o Produto Interno Bruto (PIB) do país cresceu à taxa anualizada de 4,6% no segundo trimestre, o ritmo mais rápido já registrado desde o quarto trimestre de 2011. Esta foi a segunda revisão do PIB do segundo trimestre. A primeira revisão, divulgada há um mês, apontava uma expansão de 4,2%. A estimativa preliminar era um crescimento de 4%.

A divulgação do PIB no Brasil considera um cálculo diferente, em que a produção do período é comparada com o trimestre imediatamente anterior. Por esta lógica, o PIB dos EUA cresceu 1,13% no segundo trimestre em relação ao primeiro trimestre. Na mesma base de comparação, o PIB brasileiro caiu 0,6%

Em comparação com o mesmo período de 2013, o crescimento do PIB dos EUA foi de 2,6% no segundo trimestre, após uma expansão de 1,9% no primeiro trimestre e de 3,1% no quarto trimestre de 2013. 

Segundo o Departamento do Comércio, os gastos do consumidor cresceram à taxa anualizada de 2,5% no segundo trimestre (sem alteração em relação à estimativa anterior). O investimento em ativos fixos (não residenciais) cresceu à taxa anualizada de 9,7%, de 8,4% na estimativa anterior; as exportações cresceram à taxa anualizada de 11,1%, de 10,1% na estimativa anterior; os gastos do governo cresceram à taxa anualizada de 1,7%, de 1,4% na estimativa anterior.

Os lucros das empresas cresceram à taxa anualizada de 6,2%, de 6% na estimativa anterior.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAPIB2º trimestre

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.