PIB dos países da OCDE cresce 0,6% no 3º trimestre

Recuperação do Japão após terremoto explica avanço; ritmo de expansão deve desacelerar no fim do ano

Álvaro Campos, da Agência Estado,

17 de novembro de 2011 | 11h03

LONDRES - A Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) afirmou nesta quinta-feira, 17, que o PIB combinado dos 34 membros do grupo cresceu 0,6% no terceiro trimestre ante o segundo trimestre. Na comparação com o terceiro trimestre de 2010, a expansão é de 1,8%. O avanço trimestral é o maior desde o terceiro trimestre de 2010, mas a OCDE afirma que boa parte desse crescimento se deve à recuperação do Japão após o terremoto seguido de tsunami, em março.

Os próprios indicadores antecedentes da OCDE apontam que o ritmo de crescimento observado no terceiro trimestre não deve se repetir nos últimos três meses do ano, com a desaceleração atingindo os países desenvolvidos e também aqueles em desenvolvimento.

A economia do Japão deu a maior contribuição para a expansão do PIB dos membros da OCDE, ao registrar um crescimento de 1,5% no terceiro trimestre, após três trimestres seguidos de retração. "A principal razão para o aumento na taxa de crescimento foi a forte expansão no Japão no terceiro trimestre, em parte devido a uma recuperação técnica após o terremoto", diz o comunicado da organização.

Entre os membros da OCDE, a União Europeia teve o menor crescimento no terceiro trimestre, com uma expansão de apenas 0,2%. Os EUA cresceram 0,6% no período.

O relatório da OCDE afirma ainda que a maioria dos países desenvolvidos deve iniciar o ano de 2012 com um crescimento fraco, prejudicados pela crise fiscal na zona do euro, que enfraquece a confiança de empresas e investidores, além de limitar a disponibilidade global de crédito. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.