Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

PIB vai cair 50% na AL, prevê Deutsche

A crise externa fará o crescimento da América Latina cair pela metade, avalia o diretor de mercados globais do Deutsche Bank, Fernando Losada. "O impacto vai ser importante", acredita. Ele projeta que a região fechará este ano com crescimento de 4,3% do PIB, porcentual que deve recuar para 2,3% em 2009. Segundo Losada, há três canais principais de contágio: a queda das exportações, a retração do investimento externo direto (IED) e a redução do volume de remessas de recursos de latinos que vivem nos Estados Unidos, ponto especialmente importante para o México.

O Estadao de S.Paulo

22 de novembro de 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.