Yves Herman/Reuters
Yves Herman/Reuters

PIB da zona do euro cresce 0,3% no 4º trimestre; dezembro tem déficit comercial

Na região, exportações subiram 14,1% e importações saltaram 36,7%; emprego aumentou 0,5% na comparação trimestral e 2,1% na anual

Reuters

15 de fevereiro de 2022 | 08h37

BRUXELAS - O crescimento econômico da zona do euro desacelerou com força no quarto trimestre de 2021 sobre os três meses anteriores, confirmaram dados nesta terça-feira, 15, uma vez que a atividade foi afetada por outra onda de infecções por covid-19 e por aumento de preços. 

A agência de estatísticas da União Europeia, Eurostat, confirmou sua estimativa anterior de que o Produto Interno Bruto nos 19 países que usam o euro cresceu 0,3% entre outubro e dezembro sobre o segundo trimestre, registrando aumento de 4,6% em relação ao mesmo mês do ano anterior.

Ao mesmo tempo, o emprego na zona do euro aumentou 0,5% na comparação trimestral e 2,1% na anual, como esperado por economistas ouvidos pela Reuters.

Os dados da Eurostat também mostraram que o salto nos preços de energia afetou a balança comercial da zona do euro com força, levando a um déficit comercial não ajustado sazonalmente de 4,6 bilhões de dólares em dezembro, de superávit de 28,3 bilhões um ano antes. As exportações subiram 14,1% e as importações saltaram 36,7%. / TEXTO DE JAN STRUPCZEWSKI

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.