seu bolso

E-Investidor: O passo a passo para montar uma reserva de emergência

Pilotos da JAS ameaçam entrar em greve

Os pilotos e executivos da companhia aérea Japan Air Systems Co. (JAS) reuniram-se hoje para tentar resolver a disputa salarial que poderá interromper quase a metade dos serviços domésticos da empresa. Segundo o porta-voz da JAS, Kyo Suke Takeda, o sindicato e os representantes da companhia deverão seguir com as negociações durante a noite para evitar uma greve que poderá ser deflagrada pelos 674 de seus pilotos que são vinculados ao sindicato.Os pilotos querem um aumento nos bônus de verão e ameaçaram dar início a uma paralisação nos serviços se a disputa não for resolvida até o horário do primeiro vôo doméstico da JAS previsto para amanhã, às 6h35 (horário local).A decisão poderia forçar a empresa a cancelar 181 vôos em 52 rotas domésticas, que representam cerca de 40% de seus serviços domésticos diários. A empresa calcula que mais de 26 mil passageiros seriam prejudicados. O pilotos não disseram por quanto tempo estariam dispostos a manter a paralisação.O porta-voz da JAS disse que os pilotos não vinculados ao sindicato ficarão responsáveis pela manutenção geral dos serviços se a paralisação for confirmada. A JAS oferece 420 vôos em 80 rotas diariamente, incluindo 12 serviços internacionais em cinco rotas. A companhia pretende fundir as suas operações com a Japan Airlines Co. e juntas formarem uma holding a partir de outubro deste ano.

Agencia Estado,

17 de junho de 2002 | 14h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.