Pimco ainda vê valor em títulos russos em longo prazo

O Pacific Investment Management (Pimco), maior investidor em títulos do mundo, acredita que a crise econômica da Rússia terá apenas um impacto limitado no sistema financeiro em longo prazo, afirmou Dan Ivascyn, chefe de investimentos do fundo, a um jornal alemão.

REUTERS

20 Dezembro 2014 | 16h44

“Títulos russos selecionados continuam criando valor em longo prazo”, disse Ivascyn ao Frakfurter Allgemeine Sonntagszeitung, em um resumo da entrevista que será publicada neste domingo.

Ivascyn, que assumiu o fundo depois que seu fundador e ex-chefe de investimentos, Bill Gross, se aposentou abruptamente em setembro, também declarou que espera que o Federal Reserve dos Estados Unidos eleve as taxas de juros no próximo ano.

“Acreditamos que (a presidente do Federal Reserve) Janet Yellen fará isso cuidadosamente e com tanta cautela que não haverá grandes quedas nos preços dos ativos”, comentou.

Os fundos da Pimco nos Estados Unidos foram atingidos por investimentos em momentos inoportunos na Rússia, Ucrânia, Brasil e Venezuela, em conjunto com a saída de investidores de mercados emergentes.

(Reportagem de Maria Sheahan)

Mais conteúdo sobre:
MACROPIMCORUSSIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.