finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Pimentel: não há prejuízo à exportação dólar a R$ 2,18

O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, afirmou nesta quinta-feira, 19, que a cotação do dólar a R$ 2,18 ou R$ 2,20 não prejudica a exportação brasileira. "A pauta de exportação brasileira está bem estruturada", disse. Ele afirmou, ainda, não saber para onde vai o dólar. "O câmbio é flutuante, vamos esperar flutuar mais um pouquinho."

LAÍS ALEGRETTI, Agencia Estado

19 de setembro de 2013 | 12h31

Pimentel disse que o Brasil é um dos países mais atraentes para o capital estrangeiro hoje e continuará sendo, após ser questionado sobre a situação dos investimentos no País após a decisão inesperada do Federal Reserve de manter o ritmo dos estímulos à economia dos Estados Unidos.

O ministro disse que a volatilidade dos mercados é geral, ocorre no mundo inteiro. "Ela não altera as características de cada país. O Brasil é um país atraente, pelos recursos naturais, pela oferta de mão de obra", disse. Perguntado sobre o comentário do ministro da Fazenda, Guido Mantega, de que o dólar num patamar de R$ 2,40 a R$ 2,45 é um exagero, respondeu: "É a opinião do ministro, a gente tem de respeitar".

Pimentel disse ainda que a reunião da Câmara de Comércio Exterior (Camex) marcada para hoje foi adiada. Questionado sobre a proposta de acordo comercial entre Brasil e União Europeia (UE), Pimentel disse que isso será discutido. "Tem oferta bem estruturada. Vamos discutir ainda os últimos detalhes", afirmou.X

Tudo o que sabemos sobre:
Pimenteldólar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.