Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Pior seca da Austrália pode estar acabando após chuvas

Finalmente está chovendo no Leste daAustrália, o que deve significar o fim da pior seca do país em100 anos. As represas estão enchendo, os produtores começam a esperarpelas melhores safras em anos e os preços dos alimentos estãose estabilizando conforme o La Niña traz chuva e afasta a secaque persistia desde 2002. Um meteorologista disse à Reuters que as chuvas recentes játinham acabado com a seca em algumas áreas --o mais perto quese chegou de declarar o fim da seca. "Secas a curto prazo estão ficando limitadas a áreas cadavez mais restritas", disse Blair Trewin. Muitas áreas ainda sofrem com a seca, mas 650 quilômetros aNoroeste de Sydney as famílias estão lidando com a grandequantidade de água que se encaminha para o Sul através dos riosWarrego e Paroo, que atravessam áreas remotas de Queensland atéNova Gales do Sul. Há alguns meses, eles enfrentavam poeira. "Há um alto risco de mais inundações", disse Trewin. Grandes partes de Nova Gales do Sul, onde a seca no anopassado destruiu completamente a safra de trigo de inverno,viram-se livres dela pela primeira vez em sete anos, anunciouna semana passada o governador do Estado, Morris Iemma. Apenas 46 por cento do Estado, o mais atingido pela faltade chuvas nos últimos anos, está agora com seca, ante 99 porcento em 2002. "Esperamos que isso se traduza em comida mais barata nocaixa do supermercado, especialmente para mercadorias comofrutas, vegetais e carnes", disse Iemma. Alguns preços já começaram a cair. Os das frutas caíram13,5 por cento e dos vegetais, 6,9 por cento, em dezembro comouma primeira reação à chuva, mostraram os dados do índice depreços ao consumidor há duas semanas. As safras de verão como um todo estão indo bem, disse Iemmanesta semana. Elas são importantes para a horticultura e raçãoanimal, mas ficam pequenas em uma escala global em comparaçãocom o trigo de inverno. A Austrália normalmente é o segundomaior exportador de trigo no mundo, tendo grande importânciapara Ásia e Oriente Médio. A perda de grandes partes da última safra de trigo daAustrália já teve um forte impacto sobre os mercados mundiais,contribuindo para o aumento dos preços do trigo a níveisrecordes desde junho. Os preços do trigo respondem mais lentamente à chuva do queos das frutas e vegetais, devido a um período muito mais longode desenvolvimento. Mas as chuvas recentes estão começando aarmar o palco para uma grande safra, a ser plantada em abril emaio para colheita no final de 2008. REUTERS CM DL

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.