Piora índice de eficiência operacional da Varig em março

Dados do antigo Departamento de Aviação Civil (DAC), órgão substituído pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), apontam que a eficiência operacional da Varig nos vôos domésticos caiu de 80% em fevereiro para 70% em março. Este número é uma combinação dos índices de regularidade e pontualidade.O índice de regularidade mede a proporção das etapas de vôo previstas e efetivamente realizadas. Neste quesito, o índice da Varig caiu de 90% em fevereiro para 77% no mês passado.A pontualidade indica as etapas de vôo realizadas dentro dos horários previstos. Nessa área, a Varig melhorou no ambiente doméstico, atingindo índice de pontualidade de 90% em março, dois pontos acima do mês anterior.Na média, o desempenho das empresas aéreas melhorou nos vôos nacionais, já que o índice de eficiência operacional saltou de 85% em fevereiro para 87% em março. O desempenho da Gol foi de 87% em fevereiro para 93% em março. O da TAM subiu de 88% para 92% no período. A eficiência da BRA também melhorou de 85% em fevereiro para 91% em março.A Gol teve 98% dos horários de vôos programados cumpridos no ambiente doméstico em março, um ponto acima do mês anterior. A TAM registrou índice de pontualidade de 97%, também uma melhora de um ponto. O índice de pontualidade da BRA subiu de 85% para 91% de um mês para o outro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.