Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Pirelli tem prejuízo de US$ 360,3 mi e demitirá 2.400

A Pirelli SpA, fabricante italiana de pneus e cabos, anunciou um prejuízo líquido de 355 milhões de euros (US$ 360,3 milhões) no terceiro trimestre de 2002, ante um lucro líquido de 15 milhões de euros em igual período do ano passado. As vendas no trimestre caíram 17% para 1,46 bilhão de euros (US$ 1,48 bilhão), de 1,75 bilhão de euros em 2001. As vendas em nove meses recuaram 16% para 4,81 bilhões de euros (US$ 4,88 bilhões).A Pirelli disse que seu prejuízo líquido teria sido de 325 milhões de euros (US$ 329,8 milhões) caso tivesse excluído os custos referentes à Olimpia, a holding financeira através da qual a Pirelli controla a Olivetti SpA e a Telecom Italia SpA. A Pirelli atribuiu o resultado do período à deterioração no mercado de equipamentos para telecomunicações, que segundo a empresa, declinou 70% no ano. A companhia estima "sinais de melhora" no quarto trimestre, porém planeja fechar seis fábricas e demitir 2.400 funcionários. Os custos resultantes de reestruturação significarão 260 milhões de euros (US$ 263,9 milhões) em encargos este ano. A empresa informou que os resultados decorrentes de sua divisão de pneus estão crescendo e que sua unidade de energia mantém um equilíbrio, porém nenhuma delas poderá contrabalançar as tendências negativas dos investimentos no setor de telecomunicações.

Agencia Estado,

11 de novembro de 2002 | 11h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.