Marcello Casal Jr/ Agência Brasil
Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

Pix: 'Vazamentos vão ocorrer com alguma frequência', diz presidente do BC

Roberto Campos Neto afirmou em evento que os dados vazados não são sensíveis, mas que o BC trabalha para combater os incidentes; em seis meses, houve três episódios de vazamentos de chaves Pix

Thaís Barcellos e Eduardo Rodrigues, O Estado de S.Paulo

11 de fevereiro de 2022 | 14h44

BRASÍLIA - Após três episódios de exposição de dados relacionados a chaves Pix em seis meses, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, admitiu que, em meio ao crescimento exponencial do mercado de dados, vazamentos no geral vão ocorrer com alguma frequência.

Assim como nas comunicações dos incidentes, Campos Neto também argumentou que os vazamentos no âmbito do Pix “não são tão relevantes”, porque não envolvem dados sensíveis, embora essa correlação não necessariamente seja verdadeira, segundo a diretora da Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD), Nairane Rabelo Leitão.

“Como mercado de dados vai crescer exponencialmente, vazamentos vão ocorrer com alguma frequência. Não querendo banalizar os vazamentos. Vamos atacar todos os vazamentos, para que seja o mínimo possível. Mas é importante entender que os vazamentos de dados do Pix não são tão relevantes, não são dados sensíveis”, disse o presidente do BC, citando que dados como nome, CPF e telefone são mais “abertos”.

Campos Neto ainda disse que o BC tem comunicado “100% dos vazamentos de dados envolvendo o Pix”. A autarquia, contudo, informou que não deve mais comunicar diretamente à imprensa quando houver incidentes, já que a página criada para o BC para divulgação dos casos será atualizada constantemente.

O presidente do BC ainda argumentou que os vazamentos não são exclusividade do Pix e acontecem também em empresas de cartões e de telecomunicações, por exemplo. “Pessoa em poder de dados vazados só pode depositar dinheiro para donos das chaves. Nenhuma pessoa sofreu nenhum tipo de dano por esses vazamentos de dados no Pix”, afirmou.

Sobre as novidades no sistema de pagamentos instantâneos, Campos Neto disse que o BC deve anunciar em breve no grupo de funcionalidades, incluindo a parte internacional. “O Pix vai para nível 5G e smart contracts.” Campos Neto participou de evento da Esfera Brasil, em São Paulo. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.