ANDRE DUSEK/ESTADAO
ANDRE DUSEK/ESTADAO

Planalto confirma Dyogo Oliveira como ministro do Planejamento

Dyogo ocupava a posição de forma interina desde maio de 2016, quando o atual líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), se afastou do cargo

Anne Warth, O Estado de S.Paulo

31 de março de 2017 | 18h33

BRASÍLIA - Quase um ano após ocupar a função de forma interina, Dyogo Oliveira foi efetivado ministro do Planejamento. A informação foi confirmada pelo Palácio do Planalto nesta sexta-feira. Ele assumiu o cargo no fim de maio de 2016, quando o atual líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), se afastou do cargo de ministro.

Jucá ficou apenas 11 dias à frente do Ministério do Planejamento. Ele saiu da pasta após a divulgação de gravações em que conversava com o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, e dizia que era preciso "estancar a sangria" das investigações da Operação Lava Jato, através de um pacto nacional.

Quando Jucá saiu, Dyogo, que era secretário-executivo da pasta, assumiu o cargo de forma interina. Ele já havia ocupado o mesmo cargo na equipe do ex-ministro Nelson Barbosa, tanto no Planejamento quanto na Fazenda.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.