Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Planeje o uso do seu 13º salário

Nessa sexta-feira, muitos trabalhadores recebem a primeira parcela do 13º salário e é hora de começar a decidir o que fazer com os recursos extras. De acordo com a lei trabalhista, as empresas têm até o dia 30 desse mês para efetuar esse pagamento e, até o dia 20 de dezembro, para o restante. A primeira recomendação dos analistas para os recursos do 13º salário é o pagamento de todas as dívidas, evitando assumir novos compromissos com compras parceladas no final do ano. Em ambos os casos, o motivo principal é que os juros para o consumidor em todas as modalidades de crédito estão em patamares extremamente elevados e a melhor opção é fugir dessas altas taxas. Além disso, reservar uma parcela dos recursos para impostos e despesas específicas de início de ano, como matrículas escolares e IPVA, é uma boa alternativa. Vale lembrar que essa é uma época em que os gastos com viagens e festas de final de ano costumam estourar o orçamento doméstico. Portanto, é preciso ter uma reserva para esses gastos para que não seja preciso recorrer ao cheque especial, empréstimo pessoal e cartão de crédito. Para quem pensa em investir parte do dinheiro recebido com o 13º salário, analistas destacam que o momento é de cautela. É preciso avaliar o período em que o dinheiro pode ficar aplicado e a tolerância que se tem ao risco antes de optar pelo melhor investimento. É necessário levar em consideração também que o País passa por um momento de transição no governo, o que significa que mudanças na política econômica podem ocorrer e pode haver reflexos sobre os mercados financeiros.Veja nas matérias seguintes a orientação de analistas sobre a melhor utilização dos recursos do 13º salário, como renegociar dívidas, o caminho para retirar o nome das listas negras do crédito, bem como orientações sobre investimentos e consumo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.